29 de set de 2011

O Bairro

É tanta coisa que quero contar para vcs, que me perco e nem sei qual assunto abordar...rs

Então, vou contar como encontrei o terreno, ou melhor, os terrenos...kkk

Primeiro procuramos aptos e muitos, mas o que gostávamos não cabiam no bolso, e os que seriam possíveis financeiramente não nos agradavam, e como estava voltando de São Paulo, tinha vontade de morar em casa mesmo, ter um pedaçinho de terra, coisa de gente do interior, entendem?

Quando fizeram o loteamento deste bairro, não dei muita importância, burrice a minha, eles valiam 4 vezes menos que hoje em dia, mas não vamos chorar pelo leite derramado.

Passou um tempo e fui conhecer o bairro, depois de conhecer gostei e já não tinham terrenos da 1ª fase, então entrei na fila de espera para o lançamento da 2ª fase, e comprei o 1º terreno pelo dobro do preço de quando lançaram.

Fizemos o projeto era de um sobrado, assim sobraria mais quintal, este projeto tinha mais ou menos 180m2, demos entrada na prefeitura e ficamos aguardando a aprovação, que demorou muito, muito mesmo, coisa de anjo da guarda...

Então antes da gente começar a construção, alguns vizinhos começaram e tb um prédio de apto de 1 quarto (visando universitários), bem ao lado, que teriam a visão de suas sacadas o meu tão sonhado quintal. O resto nem precisa falar, fiquei mega decepcionada e desisti da construção, então colocamos o terreno a venda, e por incrível que pareça foi um ótimo negócio, pois somente na segunda fase, poderiam ter prédios e isso valorizou ainda mais a região, a venda foi super rápida e com o dinheiro na mão, fomos novamente à busca, agora com a certeza que era um terreno, vimos vários em outros bairros e bem maiores, mas cheguei a conclusão que não queria nada grande demais, não sou uma boa dona de casa, é muito difícil, não tenho agilidade, e nem dinheiro para tercerizar tudo...kkk

Bairros mais nobres, pedem mais segurança, e a noite são muito desertos, como o marido viaja a trabalho e fico sozinha as vezes, cheguei a conclusão que nestes locais, jamais dormiria sozinha, teria que fazer a mala e acampar na mãe ou na sogra. Então fomos a procura no bairro que já conhecíamos mas da 1ª fase e encontramos o nosso pedaçinho (pedaçinho mesmo) de terra, e ainda ganhamos um dinheirinho com a troca de terrenos.

As fotos abaixo são muito legais, pois mostram a evolução do bairro em 1 ano e meio.

Quando compramos o 1º terreno, somente uma casa lá no fundo, três quarteirões de onde estávamos:


Como esta hoje, reparem que ainda dá para ver a casa verde, lá no fundo, mas com muitas casas prontas e outras a caminho:


E a nossa rua hoje, no final da rua é uma reserva ambiental:

Ficou gigante de novo, desculpem ai, falo demais.

Bjs e até mais...

2 comentários:

  1. Oi Danila!
    Olhando alguns blogs de construção cheguei até aqui no seu...
    Tbm estou passando por essa fase da construção da casa própria e já estou te seguindo para acompanhar o passo a passo da sua obra...

    Beijinhos
    Érica
    =)

    www.amandoeblogando.blogspot.com

    .

    ResponderExcluir
  2. Nossa que otimo negocio vcs fizeram!!! Esse bairro está em plena expansão, valorizando muito rapido!
    bem legal adorei!!!
    marido tb viaja a trabalho e eu morro de medo de ficar sozinha na chacara, minha irmã sempre fica lá em casa pra me acudir!
    bjooo

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita, adoramos a participação de vocês.